O Amor pela humanidade

O Amor pela humanidade

Assim como disse um Moderador de que todos nós somos muito gratos pelas obras entregues pelos Mestres deste grupo, salientamos que seus veículos físicos são instrumentos de suas obras (Dos Reais Seres), estão aqui para servir. Neste único objetivo de servir à humanidade, jamais para engordar os agregados psíquicos.
Este servir é no sentido único de que a humanidade que aqui mencionamos são as Mônadas que possuem seus veículos físicos (pessoas da Humanidade que se debatem na ignorância total), é aí que se encaixa a frase Servir a humanidade. De maneira nenhuma estamos nos referindo em servir à personalidade animal, aos caprichos e auto considerações reacionárias criadas pelos inúmeros agregados psíquicos que habitam o corpo mental das pessoas, condicionando-as ao erro contínuo nos trilhos de hábitos mecânicos, como fantoches, como marionetes manipuladas por forças sinistras que desconhecem completamente.

O Servir que mencionamos se trata efetivamente em mostrar às pessoas que possuem anelo interno, essas que possuem dentro si a Essência latente por liberdade, pessoas que ainda se arrependem, nosso esforço é para que despertem essa essência, dando-se conta da sua própria realidade psíquica. O Servir é fazer compreender aos que são ávidos por consciência, das tarefas emergentes a serem feitas com Os Três Fatores do Cristo Vivo, antes que se esgotem todas as esperanças.

Como escrito está em parábolas.

Matheus 12,30 diz:
“Aquele que não está comigo, está contra mim; e aquele que comigo não ajunta, espalha.

Vale elucidar os significados intrínsecos das parábolas, pois de fato se referem diretamente ao Cristo Cósmico Individual, que todos os Iniciados terão que alcançar Cristalizando-o e Cristificando-o em seu Corpo Causal, e assim viver o Drama Cósmico propriamente demonstrado pelo Cristo Jeshua Ben Pandirá, e ainda Por All Hallaj, Quetzacoalt, dentre outros, que a literatura jamais poderia descrever suas vidas, assim como jamais a literatura poderá descrever a vida, o máximo é se aproximar de uma história vivida, mas será recebido por outros seres vivos como uma teoria, um história, jamais poderá representar a vivencia direta que cada qual tem por experimentar, nisto de nascer de novo que é algo 100% prático, pessoal, incontestável, intransferível e até indizível.

As Obras feitas são do Pai, Ele é o merecedor de todos os méritos, por isso disse inúmeras vezes nos livros e nas palestras, nos vale como uma lição de conduta que: “Jamais devemos buscar algum merecimento diante de Nosso Pai,levando a luz da consciência nos cantos mais escuros da inconsciência, subconsciência e infraconsciência, com inúmeros padecimentos voluntários e muito secretos, vir dissolvendo um a um cada agregado que for descoberto nessas regiões de nossa psicologia, jamais alguém chegará ao Pai carregando trevas em nosso interior, alimentando a discórdia e incompreensão perante essas lições emergentes de superação interior. pois estamos aqui por Ele, sabemos o que precisamos descobrir dentro de nós,
É fato que quem não aceita as correções do filho, não se doará em sacrifício aos irmãos da humanidade, não virão depois dos Christus, em Especial: Jeshua que deu-nos o comando: Quem vir depois de Mim que: 1º Negue a si mesmo, 2º pegue a sua Cruz dia após dia (trabalho alquímico com o fogo sagrado) 3º e siga-me (seguir este ensinamento, entregando-o a todos de graça, doando-se em sacrifício), obviamente quem ignorar estes comandos, certamente ignora ao Filho colocando-o do lado de fora de seu coração, assim sendo tão pouco estará em sacrifício pelo Pai.

* Isso está claramente demonstrado quando um estudante não compreende a lição a ser vivida, assim sendo não morre em si mesmo nos instantes, nem ao menos compreende onde deva morrer, pois não há esforço neste sentido, não se auto observa para descobrir os eus que estão sempre prontos a reacionar, passará então a raciocinar sobre o que representa as lições, e de forma mental subjetiva dando assentamento no que já está em sua mente, assim desta forma o ego ganha a dianteira, comumente os vemos protestar contra as lições, contra as correções e demais alertas dos Mestres, mesmo lendo não entendem, mesmo ouvindo não escutam, mesmo vendo não enxergam, essa é uma triste realidade, no robustecimento dessas atitudes claramente se estará açoitando ao Cristo Intimo, estará flagelando ao Cristo Intimo, são condutas assim que se fazem precipitar ao Abismo.

Tendo em vista o que foi aclarado até a saciedade nas obras deste grupo, para que todos assimilem o trabalho a ser feito morrendo psicologicamente de instante a instante e de momento a momento , em qualquer onda que se chegue, não se deixando identificar, necessitando com emergência aguçar as práticas, intensificando a auto observação, a morte intensiva e etc., só na intensificação de todas as práticas de buscando pela Essência interior é que irá se auto descobrindo e vencendo a si mesmo. Certamente desta forma prática que elucidamos não haverá protestos contra as Lições do Cristo nem dos Mestres, mas sim haverá uma maior compreensão sobre elas. Obviamente que isso só acontece mediante uma imposição muito particular da pessoa perante si mesma, querendo descobrir reações automáticas mediante as mais variadas provas lançadas pelos Mestres. Tudo que for vivido neste ensinamento se projetará nos mundos Internos, aonde poderá o estudante se auto descobrir com maior eficiência, pois lhe será mostrado em simbologias as suas maiores deficiências e assim poderá virá gradualmente atingindo maiores níveis de consciência em si mesmo.
Feliz Compreensão a todos!
Há uma emergência interna para que todos atinjam certo nível muito particular de consciência para que assim possam vir resgatando a si mesmos. Quem tiver consciência não perderá a existência, lhe será prorrogada a vida para que conclua a tua obra.

Por: V.M. Raphael